A importância dos exercícios unilaterais

Seja na hora de praticar atividades físicas, esportes de alta intensidade, realizar tarefas caseiras, ou até mesmo quando você carrega a sacola do mercado, você já deve ter percebido que a gente sempre tem um membro do corpo dominante, certo? Aquele que você sempre escolhe por ter mais controle ou força do que o outro, tipo o seu braço direito na hora de levantar peso, por exemplo.

Por diversos motivos, um dos lados do nosso corpo tende a ficar mais forte do que o outro. Mas, calma, pois não há nada de anormal nisso! Hoje, nós vamos falar da importância dos exercícios unilaterais para combater a assimetria e do desequilíbrio muscular do nosso corpo.

A importância de conhecer o seu nível de desequilíbrio muscular

Caso você ainda não conheça ou não tenha praticado antes, os exercícios unilaterais são indispensáveis no fortalecimento de atletas de qualquer modalidade, pois esse tipo de prática auxilia, principalmente, na diminuição do desequilíbrio muscular.

Imagina que você tenha que disputar uma prova de força e resistência com um músculo desnivelado (por conta de uma lesão, talvez), forçando uma sobrecarga em determinado ponto do seu corpo? Provavelmente você vai correr mais riscos de desenvolver uma lesão, certo?

Quando se pensa em funcionalidade, o exercício unilateral se mostra muito importante, afinal de contas quase sempre usamos um membro de cada vez para exercermos uma atividade, como já comentamos anteriormente.

O agravante pode ser lesões, como disfunções musculares e articulares, ocasionadas pela sobrecarga do movimento do exercício.

Atenção na hora da prática para não agravar as lesões

Ao fazer um exercício unilateral você tem maior ativação do core, pois precisa de estabilização contra lateral. Por exemplo, ao realizar um desenvolvimento unilateral, o peso tende a fazer uma flexão lateral de tronco. Para que isso não ocorra e o tronco fique estável, a musculatura do core é ativada.

Um outro exemplo é o agachamento, um exercício muito importante que também precisa de cuidados na execução. Podendo gerar uma compressão discal elevada devido à carga utilizada, ao realizar um agachamento unilateral a carga deverá ser reduzida, já que apenas um membro está sendo ativado, aliviando a compressão e ainda sim mantendo o exercício intenso.

E os exercícios bilaterais? Como ficam nessa história?

Utilizados praticamente em todo treinos e séries da academia, os exercícios bilaterais assumem sim, um papel importantíssimo no fortalecimento do corpo. A questão é que exercícios devem ser passados no momento e na intensidade correta do treino. Ou seja, quando o corpo se encontra em equilíbrio e balanceado em relação às articulações e estruturas musculares, evitando a tal assimetria e o risco de lesões.

Peça sempre orientação para um profissional qualificado na hora de montar uma nova série, questionando essas questões apresentadas e mande ver!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat